Paixão nacional ao alcance de todos

Paixão nacional ao alcance de todos

No país do futebol a grande paixão nacional do povo brasileiro, outros ardores são celebrados. Entre eles, outra imensa paixão é o bumbum. Quando se pensa em beleza da mulher brasileira, a imagem que remete à mente é a de um corpo cheio de curvas com bumbum empinado e firme. Tal estereótipo está presente, inclusive, na publicidade, que vai desde o comercial de cerveja ao chinelo de dedo. Um conceito que se ampliou e caiu também no gosto das mulheres em relação ao corpo masculino. E porque não? Sim, elas também apreciam um bumbum recheadinho, redondo. Ou seja, o conceito de glúteos como arquétipo de beleza é hoje um paradigma tanto para elas como para eles.

Para quem nasceu com as nádegas mais magrinhas, com um biótipo de pouco quadril e afunilamento, por exemplo, a boa notícia é que a cirurgia plástica tem solução: a gluteoplastia é indicada para os poucos dotados pela natureza nesta região do corpo, o que torna ter ou não ter um bumbum definido e firme uma questão de escolha; não mais um problema.

“A auto aceitação é fundamental, mas há casos em que a vaidade e o desejo de possuir um bumbum delineado é maior”, observa a cirugiã plástica Ivanoska Filgueira. Nestes casos, acrescenta, a cirurgia plástica aponta a gluteoplastia como solução e com garantias de resultados bastante satisfatórios.

Crescimento na procura pelo procedimento dá um salto de 350% em quatro anos

Pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps) e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) apontou aumento de 350% neste tipo de procedimento no mundo, entre os anos de 2007 e 2011. Neste período, de 4.110 os números saltaram para 21.452 procedimentos realizados a cada ano.

A demande pelo implante de silicone nos glúteos cresceu 47% entre 2010 e 2011, garante a SBCP, conforme levantamento realizado por empresas de próteses. O Distrito Federal não fica atrás, a procura pela gluteoplastia está entre os cinco tipos de cirurgias plásticas mais procuradas pelas mulheres.

O procedimento, preenchimento do glúteo que dá volume às nádegas, seja ele feminino ou masculino, pode ser feito pela prótese de silicone, mas também pela aplicação de gordura retirada do corpo do próprio paciente. Tratada e inserida.

Em geral, o enxerto de gordura é feita conjuntamente com outro procedimento, quando o paciente retira excessos de uma determinada área corpórea, mas não é uma regra. É mais indicado para quem deseja apenas dar um formato mais harmonioso ao bumbum.

Um mega estímulo também para quem pensa em fazer o procedimento é o fato de o bumbum manter-se firme por quase uma década, tempo de duração médio de um procedimento dessa natureza.

Em quaisquer dos casos, analisa Ivanoska Filgueira, a cirurgia não implica em grandes riscos e é relativamente simples. “Obviamente exige um período de repouso necessário”, diz.

Tamanho e formato

O formato do bumbum, se maior ou menor, será feito ao gosto do paciente e em acordo com o tipo físico. Em caso de aplicação da prótese, que pode ser redonda ou mais ovalada, ela obedecerá ao tipo físico e contorno corporal aliado ao desejo do cliente que se submeterá ao procedimento. Análise feita previamente pelo especialista antes da realização da cirurgia.

A ciruguiã plástica alerta, no entanto, que em caso de pessoas com excessiva flacidez na região das nádegas, onde a prótese deve ser colocada, primeiro deverá passar por um procedimento de retirada do excesso de pele para só depois colocar a prótese. “Desta forma, o alcance de um resultado eficiente e satisfatório”, assegura a cirurgiã.

A cirurgia de volume dos glúteos por meio de implante de prótese de silicone é indicada para pacientes com idade superior a 18 anos, quando o corpo já foi completamente definido para ser submetido a um procedimento estético desta magnitude.

Leave a Comment

Name*

Email* (never published)

Website