mulher

Cicatrizes

ig-ivanoska
Quando se sofre um acidente e a sutura dos cortes é feita em um pronto-socorro de emergência, dificilmente elas são realizadas com técnicas de cirurgia plástica, deixando, na maioria das vezes, cicatrizes feias. Quem assistiu a novela Em Familia, recentemente na Tv Globo, deve se lembrar daquela cicatriz do personagem Virgílio interpretado pelo ator Humberto Martins.
Nestes casos, para que se tenha o melhor resultado estético possível, deve-se aguardar o total amadurecimento do corte e procurar um cirurgião plástico para sua correção.
Através de uma avaliação no consultório, o especialista dirá a melhor técnica a ser utilizada. Em alguns casos, a dermabrasão é indicada para nivelar irregularidades na pele.
Novas suturas também podem ser feitas e, ao invés de pontos externos, usa-se a cola cirúrgica para melhores resultados.

Cirurgia do tchau

ig-ivanoska
Quando se emagrece muito e há um acúmulo grande de tecido na região do famoso “tchauzinho”, só o exercício, por mais pesado que seja, não é suficiente para remover o excesso de pele. Neste caso, a cirurgia plástica no antebraço é a melhor opção para removê-lo. 

Apesar da cicatriz na região não ser pequena, estendendo-se das axilas ao cotovelo, a utilização da cola cirúrgica melhora bastante o seu resultado. Seguir as recomendações médicas na fase de recuperação também são importantes, assim como massagear a cicatriz também ajudam na conquista de uma cicatriz fina e discreta.
Você poderá ter alta no mesmo dia e voltar ao trabalho em até duas semanas. 

LIPOASPIRAÇÃO NA BATATA DA PERNA

ig-ivanoska
Nos EUA, mulheres de tornozelos e panturrilhas grossas costumam fugir das saias por sentirem vergonha do fenômeno estético que parece emendar tornozelo e batata da perna, criando um efeito de tronco de árvore. As academias americanas estão lotadas de mulheres pulando corda e fazendo agachamentos especificamente para perder gordurinha nessa região.

Mas parece que o modismo foi ainda mais longe neste mês de setembro. Uma reportagem na rede ABC no mês passado, no finzinho das semanas de moda na Europa, mostrou que a lipoaspiração da panturrilha tem sido cada vez mais procurada pelas europeias vaidosas. Elas ficam desesperadas quando não conseguem fechar o zíper da bota e não se sentem nem um pouco à vontade em exibir tornozelos grossos em sandálias de salto alto.

cirurgiã plástica Ivanoska Filgueira, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que a perna feminina deve ter uma diferença entre a circunferência do tornozelo, panturrilha e coxa.  “Quando estes diâmetros são muito próximos, o resultado estético não é bonito.” – diz a cirurgiã.

“A lipoaspiração da panturrilha é um procedimento relativamente simples, realizado com anestesia local, mas exige cuidados no pós-operatório, principalmente se a paciente tiver problemas vasculares (varizes) ou for obesa. Esta região do corpo retém muito líquido e o traumatismo causado pela cirurgia pode aumentar esta retenção temporariamente.” – diz Dra Ivanoska.

Blefaroplastia

ig-ivanoska
Quando somos jovens, a parte mais volumosa da face está localizada no seu terço superior. Ao envelhecer, sobretudo a partir dos 30 anos, com o inicio do processo de queda da produção de colágeno, começa-se a perder gordura na face e a musculatura vai ficando flácida. Sem gordura para encher, nem músculos firmes, o tecido cai e a pele perde o tônus.

Uma das opções para remover o excesso de pele e levantar o olhar é a blefaroplastia, cirurgia que remove o excesso de pele das pálpebras, suaviza a expressão e promove o rejuvenescimento do rosto.

O procedimento é simples e o período de recuperação da cirurgia é de em média 2 semanas.
Grande parte dos pacientes retorna as atividades com dois ou três dias.

ORELHA DE ABANO

ig-ivanoska
Quem tem um filho com o problema, sabe que a orelha de abano pode ser um dos causadores de bullying e, consequentemente, transtornos psicológicos e conflitos emocionais nas crianças.
Adultos com o problema também podem se sentir desconfortáveis com esta má formação das orelhas.
Mas esta é uma questão muito simples de ser resolvida e já a partir dos 5 anos de idade. A otoplastia é a cirurgia de correção do tamanho das orelhas, capaz de proporcionar um novo formato de acordo com a estrutura física do paciente.
O procedimento consiste num  pequeno corte atrás da orelha para a modelagem da cartilagem.
A duração média da cirurgia é de aproximadamente uma hora e meia, com anestesia local com sedação ou geral.
É necessário usar curativo somente na primeira semana e não é necessário retirar os pontos. Nos 30 dias após a cirurgia, o paciente deve usar uma faixa elástica na cabeça para ajudar a manter as orelhas na nova posição.
Em uma semana, apesar das orelhas ainda um pouco inchadas, elas já estarão bem próximas ao resultado final desejado.

Aumento das Nádegas

ig-ivanoska

A cirurgia de aumento das nádegas é um procedimento que remodela e aumenta sua área glútea, proporcionando um efeito empinado.
Os métodos mais frequentes para ampliar e remodelar as nádegas são enxerto de gordura utilizando o seu próprio tecido adiposo natural ou  implante de prótese.

Quando fazer:
–  Se suas nádegas são muito pequenas para a sua estrutura corporal;
–  Se a sua forma nádega é muito plana e você gostaria de mais curvas;
– Se a perda de peso ou o processo de envelhecimento deixou suas nádegas com aparência flácida;

Mas lembre que a gordura transferida para as nádegas, assim como qualquer outra técnica de preenchimento, não durará para sempre e deverá ser refeita a cada 2 ou 3 anos.
Já a prótese é para sempre ou pelo menos até que seja necessária a sua troca por outra por motivos de desgaste natural ou ruptura.

REDUÇÃO DE MAMA COM COLOCAÇÃO DE PRÓTESE

ig-ivanoska

A cirurgia plástica de mama, seja para seu aumento ou diminuição, é uma das mais realizadas no mundo todo. Atualmente, após anos de procura por cirurgias para o aumento dos seios, a mamoplastia ou plástica para redução da mama vem crescendo muito.
Na maioria dos casos, a hipertrofia mamária vem acompanhada de excesso de pele e flacidez. Nestes casos, apenas a sua redução e lifting não são suficientes. “O implante de próteses de silicone associado à redução das mamas é o que proporciona o melhor resultado, deixando a paciente mais satisfeita. A prótese cria volume no colo e um resultado estético muito melhor.” – explica Dra Ivanoska Filgueira, cirurgiã plástica, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
Mas é preciso atentar para a idade da paciente. Para que seja possível a colocação da prótese, é necessária a retirada de praticamente 50% do tecido mamário. Esta redução dos ductos mamários certamente dificultará a amamentação no futuro. Por este motivo, o procedimento não é indicado para mulheres que ainda querem ter filhos.” – completa Dra Ivanoska.

 

Amamentação e prótese de silicone

amamentacao-protese

É um mito afirmar que o silicone pode diminuir ou impedir a produção do leite materno. O implante de silicone não interfere no funcionamento da glândula mamária e, portanto, na amamentação. Assim como ele também não passa para o leite materno, pois o corpo forma uma cápsula que isola a prótese. A sucção do bebê também não oferece nenhum risco ao implante.

Mulheres em período de amamentação não podem receber implante de silicone.
Além do tamanho das mamas estarem alterado, todas as medicações utilizadas no processo cirúrgico podem passar para o leite materno.
Deve-se aguardar o retorno das mamas ao seu tamanho original para submeter-se a uma cirurgia plástica.

Aquelas que já possuem próteses, devem saber que a colocação do implante não resulta em futura flacidez, que pode ocorrer por ganho de peso, textura da pele, idade  da paciente e  até predisposição genética.